Províncias

Serviços de internamento sem mortes

Joaquim Júnior | Uíge

Os serviços de internamento do Centro Materno-Infantil da Pedreira, bairro da periferia da cidade do Uíge, não registaram nenhuma morte entre os 1.886 de pacientes atendidos entre os meses de Janeiro e Abril deste ano, revelou, ontem, a directora da unidade.

Centro regista melhorias no atendimento aos doentes devido à atenção que as autoridades locais prestam à unidade sanitária
Fotografia: Filipe Botelho | Uíge

Madalena Virgílio disse que o feito é resultado do trabalho prestado pelos técnicos desta unidade de saúde e pela grande colaboração da população no cumprimento das medidas preventivas de muitas doenças.
A directora do Centro Materno-Infantil da Pedreira explicou que concorreram  para o sucesso alcançado, a implementação do Programa Alargado de Vacinação (PAV) que imunizou 4.776 crianças dos zero aos cinco anos, contra a pólio, BCG, sarampo e febre amarela. "No período em análise, centenas de mulheres foram vacinadas contra o tétano e beneficiaram de mosquiteiros tratados com insecticida."
Madalena Virgílio assegurou que o centro tem conhecido grandes melhorias no atendimento aos doentes, fruto da atenção que as  autoridades provinciais prestam à unidade, desde o reforço da capacidade medicamentosa, de pessoal técnico e apetrechamento com meios de trabalho. "A direcção da instituição trabalha  para cumprir com a redução das mortes materno-infantis e proporcionar  bem-estar às populações locais."
Nas consultas externas de pediatria do centro foram atendidas 4.833 crianças dos zero aos 14 anos, que padeciam de malária, doenças diarreicas e respiratórias agudas, parasitoses e gripe. Madalena Virgílio referiu que os trabalhos de asfaltagem na via que liga a cidade do Uíge ao bairro Pedreira, cuja estrada passa defronte ao centro, contribui para o fluxo de pacientes  aumentar.
A directora do centro salientou que nos serviços de consultas pré-natais foram observadas 6.012 gestantes, com 287 partos realizados.

Casos de Sida


Pelo menos 2.984 pacientes, entre mulheres grávidas e voluntárias, realizaram testes de VIH no Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV), em funcionamento no Centro Materno-Infantil do bairro da Pedreira. Do total de testadas, um total de 44 pessoas tiveram resultados positivos, disse a chefe do centro. Madalena Virgílio disse que as pacientes infectadas  merecem o devido acompanhamento dos médicos em serviço naquela unidade de saúde.
“Aconselhamos as mulheres gestantes a observarem rigorosamente as medidas de prevenção para evitar a transmissão de algumas infecções ao bebé”, disse a responsável. Madalena Virgílio avançou igualmente que as mães, sobretudo as jovens, devem aderir ao planeamento familiar, para que possam apostar mais na sua formação académica e profissional”, sublinhou.
O Centro Materno-Infantil da Pedreira funciona com 91 trabalhadores, dos quais três médicos, 50 enfermeiros e ainda 38 funcionários administrativos.
A unidade sanitária do bairro da periferia da cidade do Uíge  oferece serviços integrados de consultas pré-natais, ginecologia, pediatria, medicina geral, puericultura, planeamento familiar, PAV, CATV, salas de partos e laboratório.

Tempo

Multimédia