Províncias

Técnicos aprendem a combater o ébola

Joaquim Júnior | Uíge

Mais de 300 trabalhadores do sector da Saúde no Uíge - médicos, enfermeiros, técnicos de laboratório, auxiliares e empregados de limpeza - concluíram uma acção de formação sobre biossegurança, comportamento, diagnóstico e medidas de prevenção contra o ébola.

A iniciativa foi realizada pela Direcção Provincial da Saúde.
O coordenador da vigilância epidemiológica da Direcção Nacional da Saúde Pública disse tratar-se de “um encontro técnico de preparação dos profissionais de saúde na luta contra o vírus do ébola”, doença que assola o mundo, sobretudo a região da África Ocidental. Eusébio Manuel afirmou que face à ameaça do ébola é importante que profissionais da saúde sejam permanentemente preparados, mas ser preciso também ter a população informada para evitar os equívocos de casos suspeitos.
O chefe do departamento de Saúde Pública da Direcção Provincial da Saúde, Manuek Bunga, referiu que a formação serviu “para reforçar as competências técnicas dos profissionais” e fortalecer o trabalho da Comissão Técnica Provincial de Luta contra o ébola na região.
O chefe da Repartição de Saúde da Região Militar Norte, coronel Manuel Tchilala, disse que os profissionais de saúde integrados nas Forças Armadas Angolanas juntam-se aos esforços do Executivo destinados a melhorar a preparação dos técnicos na luta contra o vírus do ébola.
Responsáveis da Repartição de Saúde da Região Militar Norte visitam nos próximos dias as unidades da zona que faz fronteira com a República Democrática do Congo para formar os técnicos de saúde sobre a doença, segundo o coronel Manuel Tchilala.
Na acção de formação, realizada pela Direcção Provincial do Uíge de Saúde, participaram técnicos do sector das Forças Armadas e da Polícia Nacional, responsáveis de agências funerárias, autoridades tradicionais e entidades eclesiásticas.

Tempo

Multimédia