Províncias

Técnicos treinados em meteorologia

Valter Gomes | Uíge

As novas técnicas agro-meteorológicas, que permitem o aproveitamento das chuvas para o desenvolvimento adequado das plantas, foram transmitidas a 40 técnicos das 16 Estações Municipais de Desenvolvimento Agrário da província do Uíge.

Novas técnicas agro-meteorológicas permitem o aproveitamento das chuvas para o desenvolvimento adequado das plantas
Fotografia: Filipe Botelho

As técnicas foram transmitidas durante um seminário, promovido pela Direcção Provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, em colaboração com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário.
Visou munir os técnicos agrários com ferramentas modernas que permitem melhorar o cultivo da terra e o desenvolvimento das plantas.
A acção de formação foi dirigida por especialistas do Ministério da Agricultura, que transmitiram aos participantes matérias sobre as definições elementares da agro- meteorologia, uso dos equipamentos, montagem e leitura, uso correcto do udómetro e requisitos técnicos.
A escolha e a mudança do local do udómetro (instrumento para mediar a quantidade de chuva), estruturas da ficha pluviométrica e o uso da caixa de dados pluviométricos foram outros temas a­bordados durante o seminário.
O director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas no Uíge, Eric Lussoqui, disse que com estas acções de formação é possível restaurar e alargar a rede agro-meteorológica com vista à criação de postos udómetricos para a captação de informações que visam aferir os resultados das campanhas agrícolas e o grau de vulnerabilidade sobre a insegurança alimentar.
“O sector agrário da província está no centro das atenções do Executivo, para garantir cada vez mais a segurança alimentar e nutricional como premissa ­fundamental da promoção do desenvolvimento rural integrado”, disse. Eric Lussoqui referiu que a formação permitiu formar os técnicos em matérias de fomento rural e atmosférico, cuja tarefa primordial é a previsão do tempo. A meteorologia agrícola joga um papel ímpar no desenvolvimento das plantas.
A instalação dos postos udómetricos nos municípios vai permitir a recolha de informações sobre os fenómenos climáticos, daí a necessidade dos técnicos desenvolverem na prática os conhecimentos adquiridos ao longo da formação para permitir o alcance dos objectivos preconizados.
O director provincial da Agricultura explicou que o udómetro é um instrumento que serve para medir a quantidade de chuva que cai numa determinada região e num espaço de tempo.

Tempo

Multimédia