Províncias

Terras desminadas favorecem prática da agricultura

António Capitão | Negage

Milhares de hectares de terras aráveis nos municípios do Uíge, Negage, Bungo, Puri e Milunga estão livres de minas e prontas para a prática da actividade agrícola e construção de infra-estruturas económicas e sociais, informou no sábado, no Negage, a vice-governadora para o sector Político e Social da província.

Maria Fernandes da Silva, que falava na cerimónia de destruição de minas e outros engenhos explosivos recolhidos nas referidas localidades, disse que as novas zonas desminadas pela Organização Não-governamental ATM ( Associação Terra Mãe) com o financiamento do Fundo Europeu para o Desenvolvimento vão contribuir para a massificação da actividade agrícola nestas regiões e permitir que as populações produzam alimentos suficientes para reduzir a importação de bens do campo para a província.
“Foi um trabalho árduo que permitiu desminar 486.117 metros quadrados de terras, que podem agora ser utilizadas para a prática da agricultura”, disse, acrescentando que nas localidades em referência foram removidos 534 objectos, entre minas, munições e engenhos remanescentes da guerra.
A vice-governadora provincial do Uíge reconheceu os esforços da ATM e a boa vontade da União Europeia para o sucesso da operação e reiterou total disponibilidade em cooperar com a organização não-governamental noutras empreitadas.

Tempo

Multimédia