Províncias

Tratamento intensivo no hospital do Uíge

Nicodemos Paulo | Uíge

O hospital central do Uíge vai dispor, nos próximos meses, de uma unidade de tratamento intensivo (UTI) e de um bloco cirúrgico com capacidade para 100 camas, o que vai permitir um melhor atendimento dos casos mais complicados.

Uma criança a receber assistência médica medicamentosa num dos hospitais do Uíge
Fotografia: Dombele Bernardo

O hospital central do Uíge vai dispor, nos próximos meses, de uma unidade de tratamento intensivo (UTI) e de um bloco cirúrgico com capacidade para 100 camas, o que vai permitir um melhor atendimento dos casos mais complicados.
A obra será entregue brevemente, de acordo com garantias dadas pelo empreiteiro, informou ontem Mansitambi João Luz, director-geral do hospital.
Segundo o médico, a UTI é um serviço que vai permitir ao hospital melhorar os seus serviços assistenciais. Para tal, Mansitambi Luz referiu que há a necessidade de reforçar a unidade com mais médicos e enfermeiros.
O director-geral do hospital manifestou-se preocupado face ao crescente número de casos de problemas cardiovasculares registados no banco de urgência da referida unidade clínica. Estas patologias já representam 17 por cento dos doentes ali assistidos.
“O estilo de vida sedentário ou comportamentos de risco, como o uso excessivo de álcool, cigarro e consumo exagerado de gorduras podem conduzir à doenças cardiovasculares”, referiu o médico, acrescentando que, infelizmente, muita gente ignora o seu estado de saúde ou a possibilidade de desenvolver esta doença. Com capacidade para 400 camas, apenas 36 médicos e um número não revelado de enfermeiros asseguram, nesta altura, o processo normal de atendimento dos pacientes que procuram os serviços do hospital.

Tempo

Multimédia