Províncias

Uíge aposta no ensino pré-escolar

Valter Gomes | Uíge

Um total 123 crianças, dos zero aos cinco anos, aprenderam técnicas de comunicação linguística, expressão matemática, expressão musical e plástica e de psicomotricidade, no Centro Infantil Kiesse, na cidade do Uíge.

Durante três anos, as crianças aprenderam a interagir entre si e a desenvolver as suas capacidades intelectuais, para uma melhor inserção no sistema normal de ensino.
No período de ensino pré-escolar, as crianças aprenderam a desenhar, identificar as cores, a importância dos símbolos nacionais, cantar, jogar, praticar exercícios físicos, musculação, agilidade, flexibilidade, observação e descoberta de gravuras.
No encerramento de mais um ciclo de formação, o responsável do centro infantil, Gomes Ricardo, afirmou que as actividades educativas da instituição ajudam as crianças a desenvolver as suas capacidades linguísticas e comunicativas, sensoriais, musicais e auditivas, para uma rápida inserção nas escolas primárias.
“Através de gravuras, audição, visão, brincadeiras com objectos, canções, rodas, palminhas e coreografias, as crianças aprendem muita coisa que em casa não podem. Temos a plena certeza de que as crianças que hoje terminam o ciclo da educação infantil neste centro serão bem-sucedidas nas escolas primárias, onde vão ser matriculadas no próximo ano”, disse Gomes Ricardo. A formação é assegurada por 41 funcionários, entre responsáveis da instituição, educadores de infância, vigilantes, cozinheiras e auxiliares de limpeza.

Expansão de serviços

 A directora provincial da Assistência e Reinserção Social, Viliana Nsimba Bunga, afirmou que o processo de formação no Kiesse dá cumprimento ao 4.º Compromisso da Criança, sobre a necessidade de expansão e melhoria da educação na primeira infância.
“Vamos continuar a trabalhar em parceria com a Direcção Provincial da Educação, no âmbito do enquadramento das crianças no ensino pré-escolar, para que tenham um futuro promissor e aceitável aos olhos da sociedade”, garantiu.
No encerramento do ano de formação no Centro Infantil Kiesse, o director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, Manuel Zangala, manifestou regozijo com o grau de aproveitamento das crianças.
Manuel Zangala disse que os centros infantis são locais privilegiados para a educação das crianças na primeira infância, mas reconheceu que deve ser dada maior atenção às instituições do género.   
O director da Educação reiterou o compromisso do Governo em continuar a dar à criança tudo o que ela merece, cumprindo deste modo com os 11 compromissos da criança.
“O governo provincial está preocupado em construir mais centros infantis e locais de lazer para proporcionar um ambiente melhor para o desenvolvimento das crianças”, disse.  Manuel Zangala aconselhou as crianças a respeitarem os professores, pais, encarregados de educação e colegas.
 O director provincia da Educação, Ciência e Tecnologia também encorajou os pais e encarregados de educação no sentido de continuarem a levar os seus filhos aos centros infantis, por serem os locais onde as crianças aprendem conhecimentos que servem de alicerce para o futuro.
No acto de encerramento, presenciado por pais e encarregados de educação, os finalistas declamaram poemas, dançaram, cantaram, exibiram peças teatrais e no final da cerimónia receberam certificados e diplomas de mérito.

Tempo

Multimédia