Províncias

Uíge forma mestres em Ciências da Educação

António Capitão| Uíge

A partir deste mês, o Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Uíge começa a formar os primeiros mestres em Ciências da Educação, anunciou o director-geral da instituição, Siro Caetano de Sousa.

Os cursos de mestrado no Instituto Superior de Ciências da Educação da província do Uíge vão incidir nas áreas de Psicologia e Pedagogia
Fotografia: Mavitidi Mulaza|Uíge

O responsável referiu que a necessidade da formação de professores com maior nível qualitativo e da manutenção dos quadros licenciados a nível da província obrigou a instituição a elaborar o projecto de criação do curso de mestrado, já aprovado e autorizado pelo Ministério do Ensino Superior.
Os licenciados formados no ISCED do Uíge tinham de abandonar a província ou ausentavam-se constantemente, para darem seguimento às suas formações de pós-graduação noutras partes do país ou no estrangeiro. “Agora isso mudou, pois vamos dar a formação localmente”, disse.
A secretária-geral do ISCED do Uíge, Arminda Filipe, afirmou que os cursos de mestrado vão incidir nas áreas de Psicologia e Pedagogia, com duração de dois anos.
No primeiro ano, os estudantes cumprem o plano curricular e no segundo realizam pesquisas e elaboram os trabalhos de fim do curso.
Este ano lectivo, o Ministério do Ensino Superior atribuiu apenas 30 vagas para cada um dos cursos, num universo de mais de 200 candidatos, entre docentes do ISCED e pessoas singulares. Nos próximos dias decorre o processo de selecção dos candidatos admitidos.
Para assegurar o processo de formação, o ISCED conta com um número considerável de professores angolanos, portugueses e cubanos, com qualificação suficiente para levar avante os programas dos cursos financiados pelos estudantes.
“A formação no nível de mestrado, no ISCED do Uíge, é uma aposta do Governo Provincial e da comunidade académica, com vista ao desenvolvimento sustentável da região”, referiu a secretária-geral.
A vice-governadora para o sector político e social, Maria da Silva e Silva, destacou o papel do ISCED do Uíge na formação de professores com conhecimentos didácticos e pedagógicos, que fazem uso de metodologias de ensino eficientes e que estimulam o desenvolvimento intelectual, contribuindo assim para a melhoria comportamental dos alunos.

Crescimento da instituição
 
No Uíge são visíveis os investimentos feitos no sector da Educação, com a construção de várias infra-estruturas escolares para os diversos subsistemas de ensino e, também, ao nível da formação de quadros para responder aos desafios que garantam o bem-estar social e económico das populações. O director-geral do ISCED do Uíge, Siro Caetano de Sousa, destacou o crescimento organizacional da instituição. Em 2005, a instituição controlava apenas 600 estudantes, possuía 22 docentes e quatro cursos. 
Agora, em 2014, o número de alunos cresceu para 6.938, com 154 docentes. A instituição, que já formou 268 licenciados, prevê a inclusão ainda este ano de três novos cursos de licenciatura. Trata-se de Educação de Professores Primários, Educadores de Infância e de Professores do Ensino Especial, perfazendo 15 cursos.  Até final do ano passado, a instituição administrava os cursos de Psicologia, Pedagogia, História, Matemática, Língua Portuguesa, Inglês, Francês, Química, Física, Geografia, Biologia, Filosofia.

Tempo

Multimédia