Províncias

Uíge define estratégia para impedir fraude

Responsáveis dos ministérios do Interior e da Justiça na província do Uíge estão a definir estratégias para o combate a eventuais  fraudes  na emissão do novo modelo do Bilhete de Identidade.

Funcionários de postos de identificação serão controlados
Fotografia: José Soares| Edições Novembro

As  entidades provinciais estão preocupadas com as denúncias que dão conta da existência de cidadãos estrangeiros ilegais na província do Uíge portadores de Bilhetes de Identidade angolanos, refere um comunicado assinado em conjunto  pelos dois ministérios. Pelo facto de a província do Uíge fazer fronteira com a República Democrática do Congo, os ministérios da Justiça e Interior pretendem criar mecanismos de controlo de casos fraudulentos nos postos municipais de identificação.

 “Os sectores vão colaborar entre si em vários aspectos, tais como acompanhamento, informação e actuação conducentes à detecção de possíveis delitos ou fraudes”, lê-se no documento a que o Jornal de Angola teve acesso.

O documento esclarece  que “os mecanismos determinados são capazes de frustrar quaisquer situações embaraçosas”.

 

Tempo

Multimédia