Províncias

Várias infracções foram detectadas

JOÃO SALVO | Saurimo

Pelo menos 390 infracções foram cometidas por empregadores da província da Lunda-Sul, durante o ano passado, revelou ontem o director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), José Calenga Baza.

Pelo menos 390 infracções foram cometidas por empregadores da província da Lunda-Sul, durante o ano passado, revelou ontem o director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), José Calenga Baza.
A falta de celebração de contratos, ausência de horários de trabalho e acatamento de conselhos dados por técnicos em visitas de inspecção a instituições públicas e privadas estão entre as infracções registadas. José Baza disse que se registaram 278 actos consideradas infracções de foro laboral e 115 de natureza técnica, em 119 visitas feitas a igual número de empresas, com destaque para as do ramo da construção civil. O director provincial do MAPESS disse que o incumprimento de normas levou à  ocorrência de 52 acidentes.
Para inverter o cenário, a direcção da Administração Pública, Emprego e Segurança Social da Lunda-Sul projectou para a 16ª Semana Nacional de Inspecção de Trabalho a realização de palestras e visitas aos centros de trabalho, para avaliar o nível de funcionamento destas instituições.

Tempo

Multimédia