Províncias

Via Cuito/Cuemba à espera de reabilitação

Na estrada entre o Cuemba e o Cuito, que passa por Catabola e Camacupa, apenas podem transitar viaturas todo-o-terreno devido aos buracos e charcos causados pela chuva, confirmou à Angop a administradora do primeiro daqueles municípios.

Laurinda Kapocolola disse que o que vale é o Caminho-de-Ferro de Benguela, que permite que o escoamento dos produtos do campo seja feito por comboio.
O vice-governador para a esfera técnica e infra-estruturas declarou que “as fortes chuvas que se abatem sob a região” têm condicionado a reabilitação das estradas que ligam este município ao Cuemba e ao Andulo. José Tchatuvela referiu, por outro lado,  haver “um ligeiro atraso na reabilitação das Estradas Nacionais 250 e 150”, mas que as obras retomam o ritmo normal logo termine a época da chuva.
O Ministério da Construção consignou em Novembro as obras de asfaltamento de 471 quilómetros de estradas do Bié. Este trabalho inclui a reabilitação e pavimentação de 113 quilómetros da Estrada Nacional 150, que liga Camacupa às comunas de Ringoma e Umpulo.
O programa abrange também a reabilitação e pavimentação da Estrada Nacional 141, que vai do Andulo à vila de Cassumbe, bem como de 52 quilómetros da estrada 143, que liga Nhârea à comuna da Gamba, numa extensão de 43 quilómetros.
Também está previsto reabilitar e pavimentar 147 quilómetros da Estrada Nacional 250, que liga Camacupa e Cuemba à comuna do Munhango, assim como o asfaltamento da via Cachingues/Chicala e Mutumbo, município do Chitembo, num total de 116 quilómetros.
O Governo Provincial investe  mais de 38 mil milhões de kwanzas na execução destas obras que permitiram criar 892 empregos directos e 1.340 indirectos.

Tempo

Multimédia