Províncias

Vias secundárias entram em obras

O Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) no Kwanza-Sul prevê reabilitar, até ao final deste ano, 325 quilómetros de estrada, no quadro do programa de recuperação da malha viária nacional, anunciou terça-feira, no Sumbe, o director local da instituição, Salgado da Piedade Amor.

Projecto visa melhorar a circulação e o escoamento de produtos agrícolas do campo para a cidade
Fotografia: Francisco Bernardo

O Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) no Kwanza-Sul prevê reabilitar, até ao final deste ano, 325 quilómetros de estrada, no quadro do programa de recuperação da malha viária nacional, anunciou terça-feira, no Sumbe, o director local da instituição, Salgado da Piedade Amor.
Em declarações à Angop, o responsável informou que as obras projectadas compreendem o restauro das estradas que ligam o Seles/Amboiva/Lumbulua, Mussende/Quienha, Amboiva/Atome e Porto Amboim/Capolo. “Pretendemos com esta acção garantir a circulação dos utentes das vias, com qualidade satisfatória e duradoura, e daí a necessidade de serem adjudicadas apenas às empresas que nos demonstraram capacidade técnica e humana”, sublinhou.
 Em carteira consta igualmente a montagem e lançamento da ponte sobre o rio Cumonomona, no município do Seles. O director prometeu um maior acompanhamento e fiscalização dos trabalhos a serem realizados na província, a fim de se assegurar a durabilidade das empreitadas públicas.
 Em jeito de balanço, Salgado Amor disse que, durante o ano findo, se procedeu a trabalhos de recuperação nos troços Kibala/Rio Keve/Cruzamento/Kassongue/Atome, na Estrada Nacional 120, Kibala/Mussende,  ibala/Gabela/ponte das Cachoeiras e intersecção na Estrada Nacional 100, Sumbe/Seles e Gabela/Kilenda. Nestas empreitadas trabalharam as empresas Bigitex, Queiroz Galvão, MCA, T.Angola, Acor, Intraco, Metro Europa, M.Minuila e Telhabel.
 Em 2009, o INEA procedeu à montagem e lançamento da ponte metálica sobre o rio Muxixi, na Estrada Nacional 120, no troço Kibala/Munenga.  Os 12 municípios da província do Kwanza-Sul estão interligados através de 3.150 quilómetros de estradas, entre principais, secundárias e terciárias, sendo 853 quilómetros de estradas asfaltadas e 548 de terraplenadas.

Tempo

Multimédia