Províncias

Zaire aguarda com expectativa resultados de casos reactivos

Jaquelino Figueiredo| Mbanza Kongo

Cidadãos da província do Zaire aguardam ansiosos pelos resultados das análises de biologia molecular das amostras enviadas a Luanda, numa altura em que os casos da Covid-19 continuam a disparar no país.

Fotografia: DR


Durante os 200 primeiros testes rápidos realizados no dia 16 deste mês, em Mbanza Kongo, para o rastreio da Covid-19, foram detectados nove casos reactivos, tendo as amostras sido enviadas à capital para a confirmação ou não através de exames biológicos.

O director do Gabinete Provincial da Saúde, João Miguel Paulo, disse que continua a aguardar pelos resultados laboratoriais.
“Até ao momento não temos nada a dizer. As amostras continuam em processamento num laboratório de referência, em Luanda. Vamos aguardar até que o Ministério da Saúde se pronuncie a respeito dos nove casos reactivos de Mbanza Kongo”, frisou.

“O Zaire não tem como confirmar laboratorialmente um caso positivo da Covid-19. É apenas uma reacção serológica que se fez e de acordo com os padrões, fizemos as colheitas de amostras através de zaragatoas e submetemos a Luanda”, acrescentou .
Miguel Paulo afirmou que, de momento, os nove indivíduos cujos testes foram reactivos não serão colocados em quarentena, sublinhando que tudo depende dos resultados dos testes de confirmação de RT-PCR.

“Por enquanto, não vamos colocar em quarentena os indivíduos suspeitos, nem os bairros em que vivem estarão em regime de cerca sanitária. Tomaremos as medias necessárias apenas depois dos resultados dos testes de biologia molecular", salientou.

Tempo

Multimédia