Províncias

A circulação é processada de modo fluido

Victória Mayala|Mbanza Congo

A circulação no troço rodoviário da Estrada Nacional 111, que liga o município de Mbanza Congo ao do Tomboco, província do Zaire, está, desde sexta-feira, mais fluida, graças à abertura de circulação da ponte sobre o rio Mponzo.

Momento em que o governador do Zaire Pedro Sebastião procedia ao corte da fita
Fotografia: Adolfo Dumbo|Mbanza Congo

A circulação no troço rodoviário da Estrada Nacional 111, que liga o município de Mbanza Congo ao do Tomboco, província do Zaire, está, desde sexta-feira, mais fluida, graças à abertura de circulação da ponte sobre o rio Mponzo.
O governador do Zaire, Pedro Sebastião, que procedeu a inauguração da ponte, mostrou-se regozijado pelo facto do pavimento ter um significado especial, uma vez que reflecte o esforço que o Executivo desenvolve, no sentido de unir o país e garantir melhor circulação de pessoas e bens.  
“Passámos aqui dias difíceis que, aos poucos, vamos ultrapassando. Hoje é mais fácil circular por estas paragens. Notamos que é possível circular sem qualquer problema, embora reconheçamos que temos ainda um longo caminho a percorrer”, afirmou. O Executivo, segundo o governador, está a fazer a sua parte e “nós, enquanto cidadãos, também temos as responsabilidades acrescidas de preservar o bem público”. Por isso, chamou a atenção da população para não enveredar por actos de vandalismo. 
A ponte, construída numa estrutura de betão armado, tem 44 metros de comprimento, oito de largura e compreende duas faixas de rodagem, para além de dois passeios.
Com capacidade para suportar 60 toneladas, a infra-estrutura, cuja construção esteve a cargo da construtora China and Bridge Corporation (CRBC) e durou oito meses úteis, custou aos cofres do Estado três milhões de dólares.
O empreendimento, que foi benzido pelo bispo da diocese de Mbanza Congo, Dom Vicente Carlos Kiaziku, e pelas autoridades tradicionais, está situado a 75 quilómetros da cidade de Mbanza Congo, servindo de linha divisória com o município do Tomboco.
O soba da localidade do Mponzo, André Nicolau, que presenciou o acto, disse que a inauguração da ponte é um benefício para a região, uma vez que vai permitir a fluidez na circulação de pessoas e elevar os índices de desenvolvimento.

Tempo

Multimédia