Províncias

Acçõs paliativas de tapa buracos devolvem fluidez

Os trabalhos de manutenção, realizados nos últimos dois meses na Estrada Nacional 210, que liga a cidade de Mbanza Congo ao município do Nzeto, na província do Zaire, estão a proporcionar maior fluidez ao trânsito automóvel.


Automobilistas afirmam que a operação de tapa buracos dos 214 quilómetros, sob a égide do Instituto Nacional de Estradas (INEA) foi oportuna, pois acabaram com vários constrangimentos durante a viagem.
O taxista Miguel Neves disse que a manutenção da via está a contribuir para a redução do número de acidentes, tendo defendido que intervenções do género sejam permanentes e extensivas a todas as estradas da região.
Pedro Santos, motorista de uma empresa privada de transporte rodoviário, apelou aos utentes da via para maior prudência durante a condução na via, desencorajando o excesso de velocidade.
“Esperamos que, com a ausência de buracos nesta Estrada Nacional, a mesma não se torne como pista de viação para alguns automobilistas, que conduzem em alta velocidade e acabam em acidentes fatais”, aconselhou.
Os dois motoristas reprovaram ainda o comportamento de certos automobilistas que deixam escorrer combustível no asfalto,sem se importarem com os riscos que advêm desta prática. Outra situação reprovada pelos “homens da estrada” tem a ver com casos em que se estoiram pneus e, mesmo assim, os motoristas insistem em continuar.

Tempo

Multimédia