Províncias

Aerogare do Soyo é alvo de intervenção

A administradora da Empresa Nacional de Navegação Aérea (Enana) para a área de gestão aeroportuária, Maria Engrácia Paredes, disse na quarta-feira que a aerogare do Soyo vai ser sujeita a obras de beneficiação das suas infra-estruturas, para melhorar as condições de acomodação dos passageiros, enquanto decorrem estudos para a construção de uma nova estrutura.

A administradora da Empresa Nacional de Navegação Aérea (Enana) para a área de gestão aeroportuária, Maria Engrácia Paredes, disse na quarta-feira que a aerogare do Soyo vai ser sujeita a obras de beneficiação das suas infra-estruturas, para melhorar as condições de acomodação dos passageiros, enquanto decorrem estudos para a construção de uma nova estrutura.
De acordo com Maria Paredes, que efectuou uma visita de trabalho à província, o projecto prevê, para ainda este ano, a ampliação e melhoria das salas de embarque e desembarque, áreas para check in e outras dependências para a optimização dos serviços das autoridades aeroportuárias e companhias aéreas.
Para este projecto, esclareceu, a Enana conta com a recepção do espaço reservado ao aeródromo militar, anexo ao civil, numa estratégia do Ministério dos Transportes e da Defesa, no quadro da nova valorização da região, pelo seu crescimento e importância socio-económica.
A reabilitação, em curso, da pista contempla a colocação de um novo tapete asfáltico, balizagem e iluminação. Enquanto não obedecer aos padrões recomendados (400 metros de comprimento), o aeródromo está impedido de receber voos de médio e grande porte.
A administradora informou que será construído um aeroporto no Soyo, nas imediações da área do Lumueno, para que o serviço possa oferecer melhor dignidade aos passageiros.

Tempo

Multimédia