Províncias

Apagão na cidade provocado por negligência

Jaquelino Figueiredo | Soyo

O governador provincial do Zaire, Pedro Sebastião, disse na cidade do Soyo que vai responsabilizar os culpados pela paralisação da central eléctrica que deixou a região às escuras durante oito dias.

O governador provincial do Zaire, Pedro Sebastião, disse na cidade do Soyo que vai responsabilizar os culpados pela paralisação da central eléctrica que deixou a região às escuras durante oito dias.
A central eléctrica é constituída por três grupos geradores a gás, de 2000 KVA cada e parou devido à infiltração de grande quantidade de água no interior dos motores, o que provocou um apagão na cidade.
Pedro Sebastião trabalhou no Soyo horas a fio com os técnicos da Somoil, empresa responsável pelo fornecimento do gás aos geradores. O governador disse que foi apanhado de surpresa com o apagão. “Nós tomámos medidas em todos os municípios da província e pedimos às administrações que prestassem maior atenção às fontes de energia, para garantirmos uma quadra festiva sem cortes de energia e apagões”, afirmou.
Após a visita efectuada à central, o governador do Zaire garante que existem indícios de sabotagem nos equipamentos por onde passa o gás que alimenta os grupos geradores.
“Os dois grupos geradores a gás em funcionamento, dispõem de dispositivos de segurança que perante uma anomalia ou presença de água na tubagem devem disparar. Houve um problema com algumas válvulas que tinham que estar abertas, mas estavam fechadas o que não é normal”, acrescentou.
Depois de reposta a energia à cidade, o governador anunciou que vai responsabilizar os culpados.
“A nossa preocupação de momento consiste em devolver a energia eléctrica à cidade na totalidade, com vista a garantir uma quadra festiva feliz à população, para posteriormente apurarmos responsabilidades, para que casos semelhantes não voltem a acontecer na região”, acrescentou.
O Governo Provincial do Zaire está igualmente a trabalhar para pôr em funcionamento a antiga central eléctrica, com vista a garantir uma fonte alternativa e resolver não apenas a problemática da energia eléctrica e também o abastecimento de água.
Na passada terça-feira estavam reparados e em funcionamento dois dos três grupos geradores da central eléctrica localizada no Bairro Pângala, a 15 quilómetros do centro da cidade do Soyo.
Com a falta de energia eléctrica, a cidade do Soyo registava um movimento reduzido no período nocturno.
“Há uma necessidade de se repor a energia eléctrica em toda a extensão da província do Zaire”, disse Pedro Sebastião.

Tempo

Multimédia