Províncias

Autoridades sanitárias da província tentam estancar casos de má nutrição

Um total de 94 casos de má nutrição foram notificados, de Janeiro a Junho deste ano, pelas autoridades sanitárias da província do Zaire, tendo provocado cinco óbitos, informou quinta-feira, nesta cidade, fonte hospitalar.

O desequilíbrio alimentar é um dos factores que concorrem para o aumento da má nutrição
Fotografia: Dombele Bernardo

Um total de 94 casos de má nutrição foram notificados, de Janeiro a Junho deste ano, pelas autoridades sanitárias da província do Zaire, tendo provocado cinco óbitos, informou quinta-feira, nesta cidade, fonte hospitalar.
 O supervisor provincial da vigilância epidemiológica do departamento local de saúde pública e controlo das endemias, Francisco Sinda, assegurou à Angop que, comparativamente ao primeiro semestre de 2011, registou-se um aumento de 79 casos de má nutrição na  região. “O governo provincial, através da Direcção Provincial da Saúde em colaboração com as repartições municipais estão a estender os serviços de saúde nas comunidades, o que está a contribuir para a notificação de mais casos de má nutrição ao nível da região”, disse.
 Francisco Sinda apontou que os municípios de Mbanza Congo e Cuimba registaram o maior número de casos de má nutrição, ao totalizar 56 e 24 casos, seguindo-se os o Tomboco e Nzeto, com sete e quatro casos, respectivamente.
 Para as circunscrições do Nóqui e Soyo, o supervisor provincial da vigilância epidemiológica disse terem sido notificados durante o período em análise dois e um caso de má nutrição em cada municipalidade.
 O responsável apontou o desequilíbrio alimentar, por parte de algumas famílias, associado à interrupção precoce do leite da mãe à criança como sendo alguns dos factores que concorrem para o aumento de casos de má nutrição, que atinge principalmente crianças menores de cinco anos de idade.

Tempo

Multimédia