Províncias

Bancos expandem serviços e melhoram o atendimento

Kayila Silvina | Mbanza Congo

O sector bancário na província do Zaire ganha corpo a cada dia que passa. No decurso dos 10 anos de paz, um total de 19 agências bancárias foi instalada nos seis municípios da região. Soyo está com a esmagadora maioria, com 11 agências bancárias, contra quatro existentes na sede capital, Mbanza Congo.

Pequenos e médios empresários aderem à cláusula para o relançamento da actividade empresarial na província
Fotografia: Adolfo Dumbo

O sector bancário na província do Zaire ganha corpo a cada dia que passa. No decurso dos 10 anos de paz, um total de 19 agências bancárias foi instalada nos seis municípios da região. Soyo está com a esmagadora maioria, com 11 agências bancárias, contra quatro existentes na sede capital, Mbanza Congo.
Segundo apurou o Jornal de Angola, a realidade socioeconómica vigente na cidade do Soyo dita a presença de uma diversidade de bancos naquela região, pelo potencial industrial ali existente no domínio dos petróleos.
O BPC conta com 19 balcões na província. O seu gerente, José Simão dos Santos, esclareceu que ainda este mês vão ser inauguradas duas novas dependências do BPC, uma na sede do município do Kuimba e outra na comuna fronteiriça do Luvo, no município de Mbanza Congo.
“As obras de construção das referidas agências já estão concluídas e devidamente apetrechadas, aguardando apenas a fixação da data para serem inauguradas”, explicou. José dos Santos afirmou estar concluído o recrutamento do pessoal que vai funcionar nos dois balcões.
“Neste preciso momento o pessoal recrutado para os balcões já trabalha em regime de estágio no sentido de pôr em prática os conhecimentos adquiridos”, explicou José dos Santos à reportagem do Jornal de Angola.
Segundo aquele responsável, a actividade bancária vai proximamente cobrir também os municípios de Nzeto, Tomboco e Nóqui, este último na fronteira com a RDC, onde decorrem as obras de construção de novas instalações do BPC, já na fase final de execução.
Segundo disse o BPC vai passar a ter na província do Zaire agências bancárias distribuídas em todos os municípios da região, o que vai pôr cobro às deslocações que os trabalhadores da função pública eram obrigados a fazer à capital da província, Mbanza Congo, no fim de cada mês para o levantamento de salários.
José dos Santos afirmou que actualmente o BPC na região controla três agências bancárias, duas em Mbanza Congo e uma no município do Soyo e conta com uma força de trabalho de 60 pessoas, incluindo os estagiários dos novos balcões.

Crédito social

O pacote do crédito social, nomeadamente adiantamento de salários, crédito de comércio, prestação de serviços, “BPC futuro” e “escola” é um facto palpável e está aberto à população. Estes serviços têm ajudado as famílias e os jovens estudantes do ensino médio e superior que vêem assim minoradas as dificuldades financeiras na compra de material didáctico e pagamento das propinas.
Sobre a carteira de crédito geral, José dos Santos fez saber que o seu balcão concedeu créditos até 10.585.000 dólares. Acrescentou que a carteira de depósitos dos clientes, de Janeiro a Junho deste ano, está avaliada e  25.510.204.00 milhões de dólares. O Banco de Poupança e Crédito na província atende 25 mil clientes, sendo 15 mil em Mbanza Congo e 10 mil no município do Soyo. Estes três balcões do BPC atendem também clientes provenientes dos municípios do Kuimba, Tomboco, Nzeto, Nóqui e do município do Maquela do Zombo, província do Uíge.

Banco de Comércio e Indústria

O Banco de Comércio e Indústria (BCI), que possui dependências nos municípios do Nzeto, Soyo e Mbanza Congo, é outro que se destaca em termos de implantação no Zaire. O gerente do balcão de Mbanza Congo, Casimiro Ambrósio, disse que tal como acontece com a agência do BPC, a sua dependência também concede aos clientes o pacote do crédito social. O pacote inclui serviços de adiantamento de salários, “crédito cria condições”, habitacional, mobiliário, automóvel, BCI pequeno negócio, novo horizonte, e crédito do seguro automóvel.
Casimiro Ambrósio disse que os balcões do BCI possuem ainda outros produtos como garantia bancária para a clientela, como o crédito para importação de viaturas, para a reparação de residências e serviço de Western Union (transferências de divisas para o exterior).
O responsável, que não avançou o número de clientes que a instituição bancária cobre, disse que o BCI no Zaire conta com um total de 76 funcionários.
No Soyo, para além dos serviços dos bancos estatais (BCI e BPC), estão representados até ao momento as dependências do banco Sol, BAI, BFA, Banco do Espírito Santo, Millenium, Caixa Tota, BNI, BIC e Keve.

Tempo

Multimédia