Províncias

Camponesas pedem mais acções sociais

Vanusa Cabimba | Soyo

O Fórum de Auscultação das Mulheres Rurais no município do Soyo, província do Zaire, recomendou ao Governo a reabilitação das vias de acesso da região, construção de hospitais, escolas e sistemas de abastecimento e fornecimento de água potável e energia eléctrica.

Fotografia: JAimagens

Durante o encontro, orientado pelo vice-governador para o sector político e social, Rogério Eduardo Zabila, as mulheres rurais consideram ser urgente a concessão, pelo Governo, de terras aráveis para o cultivo e criação de animais.  A iniciativa, que abrange todo o país, surge com o propósito de traçar estratégias para garantir melhor inserção desta franja no processo de desenvolvimento socioeconómico.
As mulheres do meio rural receberam na ocasião informações sobre as linhas de força de desenvolvimento do município petrolífero, onde figuram acções concretas tendentes à melhoria da sua qualidade de vida.
A administradora do município  do Soyo, Lúcia Maria Tomás, realçou, na abertura do fórum de auscultação, que as mulheres constituem uma importante força e o maior segmento da sociedade angolana, “mas que ainda enfrentam algumas dificuldades no seu quotidiano”.
 Por este motivo, prosseguiu a administradora, o Presidente da República,José Eduardo dos Santos,  orientou os departamentos ministeriais afins para promoverem fóruns de auscultação no sentido de serem discutidos os problemas que afligem as mulheres rurais e definir mecanismos para a sua resolução.
No final do encontro de auscultação, testemunhado pelo vice-governador do Zaire para o Sector Político e Social e pelo representante do Ministério da Família e Promoção da Mulher, Rogério Eduardo Zabila e Isabel Luquene, as mulheres rurais desfilaram com vários produtos cultivados na região.

Tempo

Multimédia