Províncias

Chuvas alarmam famílias

Víctor Mayala | Mbanza Congo

Várias famílias de Mbanza Congo estão a viver dias difíceis, em consequência das fortes chuvas que estão a causar grandes estragos a nível das comunidades da capital da província do Zaire.

A periferia da cidade é a mais prejudicada
Fotografia: Jornal de Angola

Várias famílias de Mbanza Congo estão a viver dias difíceis, em consequência das fortes chuvas que estão a causar grandes estragos a nível das comunidades da capital da província do Zaire.
Depois de um longo período de estiagem, que se verificou um pouco por todo o país, as chuvas, que se fazem acompanhar de fortes ventos, não param de cair todos os dias, em Mbanza Congo, criando vários embaraços às famílias residentes em casas de construção precária.
Apesar das vantagens da chuva para a agricultura, a situação está a preocupar a população, que lamenta a perda de vidas humanas e prejuízos materiais avultados, além de estar a desalojar várias famílias.
A periferia da cidade tem sido a mais prejudicada,  uma vez que ali existem centenas de construções anárquicas, como é o caso dos bairros 11 de Novembro, 4 de Fevereiro, Álvaro Buta e Martins Kidito.
No mês passado, as chuvas destruíram cerca de 400 casas, deixando ao relento mais de 200 pessoas, que tiveram de receber apoio do governo provincial do Zaire.
Na altura, o comandante provincial de Protecção Civil e Bombeiros no Zaire, Mankenda Lukengani, salientou que as chuvas tinham danificado igualmente duas tendas, no centro de acolhimento dos refugiados de Mbanza Magina, onde ainda se encontram alojados alguns cidadãos angolanos provenientes do Congo Democrático.
Os templos das igrejas Evangélica Baptista de Angola e Pentecostal foram igualmente afectados pelas chuvas.

Tempo

Multimédia