Províncias

Competências comunicativas foram abordadas em palestra

Fernando Neto | Mbanza Congo

As fracas competências comunicativas de alguns professores têm resultado na fraca formação de futuros quadros do país, afirmou  a pedagoga Evalina Niuca Celestina, à margem de uma palestra realizada na Escola Superior Politécnica de Mbanza Congo.

Professores aumentam conhecimentos
Fotografia: Domingos Cadência

Evalina Niuca Celestina disse que os conhecimentos científicos devem ser transmitidos de forma clara e precisa, para que os formandos possam adquirir competências para resolver os problemas reais da sociedade. A oradora, também docente universitária, dissertava sobre o tema “As competências comunicativas dos professores universitários, com vista a implementar o vínculo universidade-sociedade”.
Os termos técnicos constantes nos conteúdos a serem ministrados nas escolas devem ser descodificados, para que os cidadãos, sobretudo os que vivem no meio rural, possam compreender os mecanismos apontados pela universidade para a resolução dos problemas que os afectam.
“Constitui prioridade para a nossa Universidade a busca da estabilidade nas relações professor-aluno, através da empatia. Este desiderato pode ser alcançado através da aplicação das competências comunicativas por parte do professor”, indicou.
Os conteúdos científicos devem estar sempre relacionados com o contexto actual da sociedade. “O professor quando fala de um problema estranho a comunidade estudantil não percebe, o que não é correcto, pois a ideia da universidade tem a ver com a resolução de problemas reais”, alertou.

Tempo

Multimédia