Províncias

Comunicação social foi elogiada no Zaire

Jaquelino Figueiredo | Soyo

O governador da província do Zaire considerou, sábado, no Soyo, excelente o trabalho desenvolvido pelos órgãos de comunicação social locais e incentivou os profissionais do sector a continuarem a informar com verdade.

Governador incentivou os jornalistas
Fotografia: Jaquelino Figueiredo|Soyo

O governador da província do Zaire considerou, sábado, no Soyo, excelente o trabalho desenvolvido pelos órgãos de comunicação social locais e incentivou os profissionais do sector a continuarem a informar com verdade.
Pedro Sebastião, que visitou a emissora regional do Grupo Rádio Nacional de Angola naquela cidade, disse que os jornalistas têm estado a cumprir o seu papel de informar e formar a opinião pública nacional e internacional, dentro dos parâmetros da lei. “Nós já tínhamos sublinhado isso, em 2011, na primeira edição do prémio provincial de jornalismo”, realçou.
O Grupo RNA, salientou o governador, fez um investimento avultando em infra-estruturas e recursos humanos, o que permite à emissora regional acompanhar as várias realizações socioeconómicas do Zaire e tornou possível estender o sinal a todos os município da província.
“Esta infra-estrutura em construção é resultado de mais um esforço, no quadro do objectivo geral que a RNA tem para com o país, e a província em particular, que é o de informar os cidadãos”, sublinhou Pedro Sebastião.
Actualmente, a emissora regional do Soyo funciona em condições precárias (contentores), situação que vai ser alterada quando ficar concluída a construção de instalações definitivas. O governador, que realizava uma jornada de campo para avaliar o andamento de diversas obras sociais em curso, entre as quais as das futuras instalações da emissora regional do Soyo, da ampliação do hospital municipal e de reabilitação do cine clube, disse também ter gostado do ritmo de execução das empreitadas.
Quanto às obras de reabilitação do cine clube do Soyo, afirmou ser impensável uma cidade sem zonas de lazer. “O clube é um importante espaço de lazer, tertúlia e entretenimento que estava praticamente abandonado e a ser utilizado de maneira inadequada”, referiu Pedro Sebastião, mostrando-se seguro da reabertura deste espaço nos próximos dois mses.

Tempo

Multimédia