Províncias

Congoleses ilegais repatriados do Zaire

João Mavinga | Luvo

Um total de 45 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), que tentavam entregar ilegalmente no país no passado dia 18, através da zona fronteiriça do Luvo, na província do Zaire, foram repatriados na quarta-feira, aumentado assim para 400 o número de congoleses expulsos no decurso deste mês.

Continua a crescer o número de imigrantes ilegais no Zaire
Fotografia: Garcia Mayatoko | Zaire | Edições Novembro

O grupo de congoleses foi interpelado durante uma operação que envolveu  efectivos da Polícia de Ordem Pública, Guarda Fronteira e do Serviço de Migração e Estrangeiros. 
“O combate à imigração ilegal na província do Zaire decorre satisfatoriamente”, afirmou o chefe do Serviço de Migração e Estrangeiros local, comissário António  Paulo.
António Paulo apelou às populações da província para alertarem as autoridades sempre que se depararem com cidadãos estrangeiros em situação ilegal a circularem pela região. “Os órgãos da Polícia Nacional, que intervêm no combate à imigração ilegal estão orientados a redobrar a fiscalização a todas as viaturas que transitam no troço fronteiriço do Luvo”.
“O combate à imigração ilegal”, adiantou António Paulo, “não deve ser visto apenas como actividade ex-clusiva do Serviço de Migra-ção e Estrangeiros mas deve envolver todos os residentes na província do Zaire.”

Tempo

Multimédia