Províncias

Crianças da RDC abandonadas foram entregues aos familiares

Kayila Silvina | Mbanza Congo

Seis crianças da República Democrática do Congo (RDC), três delas supostamente traficadas, e as outras fugidas daquele país foram entregues, na sexta-feira, em Mbanza Congo, às famílias pelo Instituto Nacional da Criança.

Seis crianças da República Democrática do Congo (RDC), três delas supostamente traficadas, e as outras fugidas daquele país foram entregues, na sexta-feira, em Mbanza Congo, às famílias pelo Instituto Nacional da Criança.
As crianças tinham sido acolhidas no centro Frei Giorgio Zulianello.
O responsável do Instituto Nacional da Criança (INAC) no Zaire disse, ao Jornal de Angola, que o reencontro foi possível pelos esforços das autoridades governamentais locais na localização dos familiares das crianças na RDC.
Manuel José António afirmou que as crianças supostamente traficadas tinham sido encontradas no posto fronteiriço do Soyo e que as outras, que viviam na rua, chegaram a Mbanza Congo pela fronteira do Luvo, “durante as trocas comerciais”, de sábado, numa zona neutra.
O responsável provincial do INAC descartou a possibilidade de existência de tráfico de crianças na província , garantindo que o que há “são casos de menores vindos de outros países e que são abandonados em Angola”.

Tempo

Multimédia