Províncias

Degradação da via preocupa os munícipes

Habitantes do município do Cuimba, a 80 quilómetros de Mbanza Congo, afirmaram a sua procupação com a degradação da estrada que liga a região a Mbanza Congo, sede provincial.

À Angop, alguns munícipes afirmaram que o desenvolvimento que a localidade regista devia abarcar as vias rodoviárias da circunscrição, principalmente a que liga a sede municipal à capital da província.
“Em termos de infra-estruturas sociais, o município está a registar um avanço significativo, sobretudo no domínio da Educação e Saúde. Mas este desenvolvimento também devia estender-se a outras áreas, como a de estradas primárias, secundárias e terciárias”, afirmou António de Almeida.
Segundo ele, viajar do Cuimba para Mbanza Congo na época das chuvas tem sido uma dificuldade enorme, devido ao estado avançado de degradação em que se encontra o referido troço rodoviário.
De acordo com Pedro Ladeira, taxista, muitos colegas deixaram de fazer o referido percurso, o que tem criado sérios transtornos aos munícipes.
“O município do Cuimba depende, em termos de abastecimento de bens de consumo, da cidade de Mbanza Congo e o estado em que se encontra a estrada cria sérios constrangimentos na aquisição dos mesmos”, frisou.
Fonte do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) disse à Angop, na cidade de Mbanza Congo, que a estrada entre Cuimba e Mbanza Congo se encontra em obras de reabilitação, estando neste momento a decorrer trabalhos de construção de pontes e passagens hidráulicas.

Tempo

Multimédia