Províncias

Descentralização financeira é tema de seminário no Zaire

Víctor Mayala | Mbanza Congo

Administradores municipais, membros de associações e cooperativas agrícolas, bem como responsáveis de micro e pequenas empresas participaram, em Mbanza Congo, num seminário sobre descentralização financeira e operacional do Programa de Aquisição de Produtos Agro-Pecuários (PAPAGRO).

Fotografia: JA Imagem

O encontro, promovido pelo Ministério do Comércio e presidido pelo vice-governador do Zaire para o sector económico, Alberto Sabino, destinou-se a esclarecer os participantes sobre os novos procedimentos de operacionalização do PAPAGRO.
O director do Gabinete de Inspecção do Ministério do Comércio lembrou que o PAPAGRO se destina, entre outros  objectivos, a dinamizar a produção e a criar bases para haver uma agricultura com ­melhores resultados que permitam a exportação. Heleno Antunes disse que a descentralização do PAPAGRO significa a transferência da sua execução para as micro e pequenas empresas e que o Ministério do Comércio passa a ser apenas supervisor de toda a cadeia operacional do subprograma.
O vice-governador sublinhou o interesse dos administradores municipais criarem condições que proporcionem o surgimento de mais associações e cooperativas agrícolas capazes de aumentarem os níveis de produção.
Também referiu a importância dos agentes agrícolas, que são os beneficiários directos do PAPAGRO, estarem melhor organizados para beneficiar de financiamentos do Executivo.  O PAPAGRO beneficia até ao  momento 1.600 famílias e 13.300 camponeses.

Tempo

Multimédia