Províncias

Distribuídos mais de 90 mil mosquiteiros tratados

Um total de 1.450 mosquiteiros tratados com insecticidas de longa duração foram, nos últimos treze dias, distribuídos de forma gratuita aos munícipes de Mbanza Kongo, província do Zaire.

Malária é a principal causa de morte de milhares de pessoas
Fotografia: Eduardo Pedro/Edições Novembro


A distribuição enquadrou-se no programa de luta contra à malária do Ministério da Saúde, financiado pelo governo dos Estados Unidos da América (EUA), através da Agência Americana para o Desenvolvimento (USAID).
A campanha abrangeu  24 mil agregados familiares do município-sede da província do Zaire e foi coordenada pela organização não-governamental internacional “Mentor Initiative”, vocacionada para questões sanitárias.O coordenado da campanha em  Mbanza Kongo, Eduardo Kemalundua, disse que a acção envolveu 158 elementos, entre mobilizadores, activistas e supervisores, distribuídos em 33 equipas.
Eduardo Kemalundua avançou que, o passo a seguir, com uma duração de sete dias, é de repescagem, para atender os agregados familiares registados e que, por motivos  diversos, deixaram de receber os seus mosquiteiros, incluindo os que ficaram de fora durante o processo de registo de beneficiários.
A campanha de distribuição de mosquiteiros  de longa duração abrangeu  os municípios do Cuimba e Nóqui, nesta primeira fase, devendo as circunscrições do Nzeto, Tomboco e Soyo serem contempladas na fase seguinte. A próxima campanha prevê distribuir 393.450 mosquiteiros  a nível da província do Zaire, beneficiando 133.451 agregados familiares.
Dados sobre a malária na região, indicam que foram registados 631.517 casos  desta doença, de 2012 a 2016.
Em 2016, segundo fonte da Direcção Provincial da Saúde, morreram 228 pessoas, vítimas de malária. Mbanza Congo tem uma população de 180.329 habitantes e é distribuídos por seis comunas,  Luvo, Kalambata, Nkiende, Madimba, Kaluka e comuna-sede.

Tempo

Multimédia