Províncias

Enfermeira detida no Soyo por recusar atendimento

Uma enfermeira do Hospital Municipal do Soyo, província do Zaire, foi detida pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), por alegada recusa de atendimento a uma mulher em serviço de parto.

Fotografia: DR


A informação foi prestada à Angop pelo porta-voz do Ministério do Interior no Soyo, Bernardo Bambi, quando fazia o balanço das actividades desenvolvidas pela corporação nos últimos cinco dias.
De acordo com o oficial da Polícia Nacional, a detenção da profissional de saúde, 54 anos , resultou de uma queixa feita pela mãe da jovem parturiente, 19 anos, que a acusa de maus-tratos.
Maria Joana contou à Angop que, por altura do parto, a filha passou mal e teve vómitos, situação comunicada à enfermeira de serviço, que se recusou a assistir a jovem, insurgindo-se contra ela e familiares.
A enfermeira só foi em auxílio da parturiente quando se apercebeu da queixa feita à Polícia, disse a mãe.
“Felizmente a minha filha goza de boa saúde, teve um parto normal de um menino”, regozijou-se a avó.
Entretanto, o director clínico do hospital, Guimarães Alfredo Ramos, discorda da informação prestada pela família da paciente, assegurando que a mesma foi atendida atempadamente pelo pessoal de serviço na maternidade.

Tempo

Multimédia