Províncias

Estado da estrada inviabiliza acções de impacto social

O estado avançado de degradação do troço rodoviário entre a sede municipal do Nzeto e a comuna do Quindege, província do Zaire, num percurso de quase 115 quilómetros, está a impedir o incremento de projectos sociais naquela localidade.

De acordo com o administrador municipal adjunto do Nzeto, Domingos António Bernardo, que domingo efectuou uma jornada de campo àquela comuna, muitos projectos de impacto social não são cumpridos devido ao mau estado da via que liga as duas localidades. “De momento, o principal obs­táculo para a população do Quindege é a estrada. Os 115 quilómetros que unem as duas localidades fazem-se com muita dificuldade”, referiu.
O Governo Provincial já está informado sobre a situação que, nos próximos tempos, vai mobilizar meios técnicos para resolver esta situação desoladora, que preocupa os habitantes da comuna.
Além da estrada, a administração do Nzeto também vai, nos próximos dias, escavar furos de água. “Para isso, levamos três empresas que, nos próximos dias, vão executar, não só os projectos ligados à água, mas também a reabilitação desse troço rodoviário.  As empresas têm os meios mobilizados e aguardam apenas a assinatura do contrato com o Governo”, argumentou .

Tempo

Multimédia