Províncias

Estudantes dão alimentos a instituição para crianças

Fernando Neto | Mbanza Congo

Estudantes do curso de Bioquímica da Escola de Formação de Professores “Daniel Vemba” doaram sábado bens de primeira necessidade a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, acolhidas no Centro Frei Giorge Zulianello, em Mbanza Congo, província do Zaire.

Estudantes doaram bens de primeira necessidade ao centro de acolhimento do Zaire
Fotografia: Fernando Neto

Arroz, feijão, fuba de milho, massa alimentar, omo, massa tomate, óleo vegetal, peixe fresco, frango, roupa usada e bolas de futebol estão entre os bens doados, no âmbito da 13ª edição das Festas da Cidade de Mbanza Congo.
Os estudantes consideram que “nem sempre a melhor família é aquela com quem temos laços sanguíneos, mas sim aquelas pessoas que nos querem bem e protegem. Não deixemos que a tristeza penetre em nós, devido às dificuldades da vida. Devemos erguer a cabeça e seguir em frente”, lê-se na mensagem.
O director do Centro, Frei Danilo Grosseli, agradeceu o gesto dos estudantes e referiu que esta é a terceira visita de estudantes de Mbanza Congo, o que demonstra uma tomada de consciência do carinho e apoio que as pessoas em situação de vulnerabilidade necessitam.
“Sempre tivemos visitas no Centro, na maioria de pessoas vindas de outras partes do país e do estrangeiro. Estamos a constatar nos últimos dias que jovens desta cidade visitam-nos e isso indica que há amizade, solidariedade e estima para com estas crianças”, disse o Frei Danilo Grosseli.
O Jornal de Angola apurou no local que um casal italiano, que tem visitado o Centro, formulou um pedido de adopção de uma criança de cinco anos à Assembleia Nacional, que foi aceite.
O casal, identificado por Jovane Pala e Francisca Sana, a­guarda neste momento a a­nuência das autoridades judiciais em Mbanza Congo, para levar a criança à Itália.
A mãe da criança padece de problemas mentais, facto que a levou a abandonar a menina, aos dois anos de idade.

Tempo

Multimédia