Províncias

Falta de chuvas está a preocupar os agricultores

Kayila Silvina |Mbanza Congo

A falta de chuvas que se faz sentir nos últimos três meses, na província do Zaire, pode vir a prejudicar a campanha agrícola e o bom andamento do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, revelou ontem o director local da Agricultura, Pesca e Ambiente.

A falta de chuvas que se faz sentir nos últimos três meses, na província do Zaire, pode vir a prejudicar a campanha agrícola e o bom andamento do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, revelou ontem o director local da Agricultura, Pesca e Ambiente.
Paixão Esteves, que falava no acto provincial das comemorações do 22º aniversário da União Nacional de Camponeses Angolanos (UNACA), realizado na aldeia de Quilemos, nos arredores da cidade de e Mbanza Congo, referiu que a situação está a preocupar os camponeses e agricultores daquela parcela do país.
O director da Agricultura sustentou que a falta de chuvas pode contribuir para os baixos rendimentos das culturas das populações.
Visivelmente abalado com a situação, disse que a direcção provincial está a receber muitas reacções e queixas de camponeses relativamente à colheita dos produtos.
Paixão Esteves pediu-lhes para unirem esforços, em cooperativas e associações de camponeses, para facilitar o trabalho de campo e criar condições de irrigação.
A presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agropecuárias do Zaire, Amélia Alice Calasi, louvou os apoios do governo provincial na aplicação do Crédito Agrícola. Além disso, salientou que a instituição está a enfrentar dificuldades financeiras e de transporte para apoiar os seus associados no escoamento dos produtos cultivados.
Na província do Zaire, a UNACA tem 20.935 associados, segundo Amélia Alice Calasi.

Tempo

Multimédia