Províncias

Fazenda agro-pecuária produz em grande escala

O projecto agro-pecuário do município do Nzeto, província do Zaire, que nos próximos meses vai produzir quantidades consideráveis de produtos do campo veio responder às grandes preocupações vividas pela população desta região, afirmou no domingo, o governador provincial, Pedro Sebastião.

Camponeses satisfeitos com a iniciativa
Fotografia: JA

Pedro Sebastião garantiu ser um motivo de satisfação e orgulho “podermos inaugurar um importante empreendimento na nossa província.
É uma unidade económica que vem responder às grandes preocupações que as populações desta região do país vivem”, reiterou o governante no acto inaugural do referido projecto, que está a ser desenvolvido desde o princípio deste ano, numa área agrícola de 600 hectares de terra.
Além de proporcionar emprego aos jovens locais, o empreendimento vai também produzir produtos em grande escala disse, acrescentando que se prevê, nos próximos 30 meses, produzir dois milhões e meio de ovos por ano, 700 toneladas de milho para alimentação dos frangos, quatro mil de mandioca, igual número de toneladas de farinha de mandioca, 900 mil cabeças de couve e 70 toneladas de feijão.
Além da construção de galinheiros e de uma fábrica de ração, o projecto engloba ainda a criação de áreas de cultivo e um moinho para a farinha de mandioca. Já foram construídos no local  um centro de formação de quadros, uma clínica, centro de embalagens para classificação de hortícolas, residências para quadros, armazéns de sementes e fertilizantes e lojas para a comercialização da produção.
Orçado em mais de 300 milhões de kwanzas, o projecto agro-pecuário do Nzeto está a ser executado pela empresa israelita Agrarius (Agricultiva em Angola).

Tempo

Multimédia