Províncias

Jovens consomem álcool em excesso

Kayila Silvina | Mbanza Congo

O secretário provincial do Movimento Nacional Espontâneo no Zaire, Nsongi Nvovi, manifestou a sua preocupação ontem, em Mbanza Congo, com o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, drogas e gravidezes precoces no seio dos jovens e adolescentes na região.

Nsongi Nvovi, que falava ao Jornal de Angola à margem dos preparativos das comemorações do 72º aniversário do seu patrono, Presidente José Eduardo dos Santos, a ser assinalado no dia 28 deste mês, considerou que o comportamento faz com que os jovens e adolescentes sejam vulneráveis às doenças transmissíveis sexualmente, como é o caso do VIH/Sida.
O Movimento Nacional Espontâneo na região, prosseguiu, realiza acções de sensibilização da juventude para se absterem dos vícios e abraçarem a formação académica e profissional, visando a sua promoção na vida social.
“Os jovens devem aprender uma profissão e ter espírito empreendedor, para contribuir para o desenvolvimento do país, em vez de se drogarem ou engravidarem sem qualquer preparação. Outros contraem doenças e acabam por criar dificuldades ao desenvolvimento social e económico da província, em particular, e do país, em geral”, disse.
O secretário do Movimento Nacional Espontâneo no Zaire aconselhou os jovens a fazerem recurso aos métodos já conhecidos para evitar a contracção de doenças, como a fidelidade e abstinência sexual. “A sociedade deve continuar a trabalhar na educação dos jovens, por ser a força motriz do país”.

Tempo

Multimédia