Províncias

Jovens no Soyo doam sangue ao Hospital Municipal

Jaquelino Figueiredo

O Hospital Municipal do Soyo, na província do Zaire, beneficiou de grandes quantidades de sangue, doadas por cerca de cinquenta jovens afectos à JMPLA, organização juvenil do MPLA.

Jovens reforçam reservas da hemoterapia do Soyo
Fotografia: Adolfo Dumbo | Edições Novembro |Soyo


A administradora municipal do Soyo, Lúcia Tomás, que foi ao hospital local para incentivar outras pessoas a aderirem à campanha, considerou o gesto dos jovens da JMPLA bastante valioso, porque vai servir para salvar pacientes com necessidades de transfusão, na medida em que tem sido difícil encontrar dadores para repor o stock hospitalar.
“A ausência de dadores de sangue constitui uma falta de cultura por parte das pessoas, pelo que apelo a outras organizações e demais munícipes a comparecerem junto ao hospital e doar um pouco de si”, apelou Lúcia Tomás.
Já o 2º secretário provincial da JMPLA, João Guilhermina, disse que a campanha de doação de sangue ao Hospital Municipal do Soyo enquadra-se no leque de actividades programadas pela organização, no âmbito dos preparativos do grupo de militantes da JMPLA que vai participar no 16º Campo de Nacional de Férias dos Estudantes Universitários (CANFEU), em Malanje.
João Rosa Guilhermina aproveitou a ocasião para apelar a outras organizações sociais, partidos políticos e toda a juventude da província do Zaire a doarem um pouco de si para salvar vidas.
A responsável do laboratório de análises clínicas e da hemoterapia do Hospital Municipal do Soyo, Teresa Mpemba, considerou o gesto dos militantes da JMPLA como uma grande valia, uma vez que o sangue faz muita falta naquela unidade sanitária. 
O Hospital Municipal do Soyo tem registado, com frequência, escassez de sangue, pelo facto de depender de dadores familiares. Os voluntários, como frisou, têm sido raros, pois por ano podem aparecer menos de dez. O hospital presta serviços a mais de 220 mil habitantes do município e arredores.

Tempo

Multimédia