Províncias

Lotes de terreno no Zaire distribuídos à população

Victor Mayala | Mbanza Congo

O governo da província do Zaire iniciou, no fim-de-semana, na localidade de Nkunga Paza, a distribuição de lotes de terrenos preparados. Ao todo, estão preparados 199 lotes de terreno, no âmbito do programa de autoconstrução dirigida em curso no país, garantiu o director provincial do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente.

Criadas as condições para a construção
Fotografia: Jornal de Angola

O governo da província do Zaire iniciou, no fim-de-semana, na localidade de Nkunga Paza, a distribuição de lotes de terrenos preparados. Ao todo, estão preparados 199 lotes de terreno, no âmbito do programa de autoconstrução dirigida em curso no país, garantiu o director provincial do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente.
 Cláudio Fortunato afirmou que as autoridades elaboraram dois projectos, um do tipo A e outro, B, cujas casas a construir são T3, com a diferença que no último caso têm uma suite, dois quartos de banho e a cozinha engloba uma área de serviços, com lavandaria e despensa.
 O programa de autoconstrução dirigida, disse, prevê que o munícipe construa a casa com recursos próprios e que o governo faça apenas o acompanhamento da execução da obra, que pode ser efectuada de forma gradativa.
“O cidadão pode, numa primeira fase, construir apenas o núcleo da casa”, referiu, adiantando. “O projecto tem uma direcção de construção e o beneficiário pode construir dentro das suas possibilidades financeiras”.
O projecto prevê a construção de escolas, posto médico, posto policial, instalações para os serviços de administração municipal, creche e outros serviços sociais.

Construções anárquicas

O governador provincial do Zaire, que entregou os primeiros lotes de terreno, referiu que a criação, pelo Governo, do programa de autoconstrução dirigida pretende, fundamentalmente, combater as construções anárquicas.
“Um pouco por todo o país, assistimos a construções anárquicas, daí que tenhamos orientações específicas do Presidente da República para iniciarmos estas urbanizações”, declarou Pedro Sebastião.
O governador do Zaire exortou os beneficiários a cumprirem rigorosamente com o que foi estabelecido pela administração municipal para não se comprometerem os objectivos do programa.
O governador Pedro Sebastião defendeu a criação de mais zonas verdes em Mbanza Congo, “embora a região seja, por excelência, uma área verde”.
O reverendo Álvaro Rodrigues, da Igreja Evangélica Baptista de Angola (IEBA), disse que “o programa de autoconstrução dirigida é uma iniciativa louvável do Executivo, uma vez que vai facilitar a vida dos cidadãos que ainda não possuem casa própria e condigna”.
“É um sinal de que quando o Governo diz uma coisa vai cumprir”, sublinhou o reverendo, acrescentando que o surgimento de novos bairros, devidamente organizados, vai ajudar na melhoria da imagem de Mbanza Congo.

Tempo

Multimédia