Províncias

Madimba renasce dos escombros

Fernando Neto | Madimba

A comuna de Madimba, a 50 quilómetros da sede municipal de Mbanza Congo, na província do Zaire, renasce dos escombros, com a construção de várias infra-estruturas sociais  que  contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos habitantes.

Construção de vários equipamentos sociais na comuna de Madimba estão a mudar a vida dos habitantes e a melhorar a imagem da região
Fotografia: Víctor Mayala|Madimba

Entre as infra-estruturas em construção, constam nove casas, uma esquadra policial e uma casa da juventude.O administrador municipal a­djunto de Mbanza Congo, Henrique Kialanda Luzolo, visitou os empreendimentos sociais, acompanhado pelas autoridades tradicionais, eclesiásticas e estudantes do ensino médio da província do Ziare.
As instalações da administração comunal, escolas, centros de saúde e sistema de captação de água, algumas das quais já  concluídas e outras em fase terminal, foram igualmente visitadas pelo administrador municipal adjunto de Mbanza Congo.
O administrador Henrique Kialanda Luzolo disse que para a construção dos empreendimentos foram aplicados recursos no âmbito do Programa de Combate à Pobreza.
O coordenador do núcleo das autoridades tradicionais do Lumbu (tribunal tradicional em Mbanza Congo), Afonso Mendes, considerou “fantástico” o trabalho desenvolvido pelo Executivo para o abastecimento de água potável, energia eléctrica, serviços de saúde e escolas.  “Viemos aqui ver as obras erguidas. Estas inicitaivas vão, com certeza, melhorar a vida das comunidades e com isto nos sentimos felizes, ao ver concretizado o sonho de milhares de angolanos residnete nesta regiã.”
Manuel Francisco Martins, um estudante de 23 anos que pela primeira vez visitou a comuna de Madimba, disse que ficou impressionado com o trabalho desenvolvido na região, sobretudo nos sectores da educação e saúde.
“Fiquei surpreendido com tudo o que vi. Acredito que os jovens desta zona estudam agora em melhores condições, em relação ao passado.Espero que as autoridade olhem para a melhoria da estrada  que liga Mbanza Congo à sede de Madimba.”
Pedro Lés, 53 anos, residente em Madimba, disse que a vida na região não é a mesma  depois da inauguração das novas infra-estruturas, e referiu tratar-se de grandes obras de impacto social, um esforço do Executivo para valorizar a comuna e o seu povo.
“Precisamos também de um mercado para comercializarmos os nossos produtos do campo, pois a estrada que liga as localidades de Mbanza Congo, Madimba e Lukunga até à sede municipal do Bembe, na vizinha província do Uíge, está em mau estado.”

Tempo

Multimédia