Províncias

Mais água no interior da província

Fernando Neto | Mbanza Congo

A escassez de água potável que actualmente assola os habitantes das comunas de Kaluka e Nkiende, no município de Mbanza Congo, tem solução em Novembro próximo, altura em que termina a construção de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água.

A escassez de água potável que actualmente assola os habitantes das comunas de Kaluka e Nkiende, no município de Mbanza Congo, tem solução em Novembro próximo, altura em que termina a construção de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água.
O governador provincial, José Joanes André,  que anunciou o facto durante as visitas de constatação efectuadas às duas localidades, garantiu que a sua equipa vai empenhar-se para a resolução dos problemas prioritários identificados, entre os quais se destacam os sectores de água e energia eléctrica.      
O administrador da comuna de Kaluka, Alberto Lusala, informou ao governador que a sua circunscrição tem igualmente dificuldades no domínio de infra-estruturas de ensino, além do problema da reinserção dos angolanos regressados da vizinha República Democrática do Congo, à luz do repatriamento voluntário e organizado.
Para Alberto Lusala, a construção do aeroporto internacional na sua zona de jurisdição é determinante, na medida em que vai permitir o surgimento de novas infra-estruturas capazes de impulsionar o crescimento socioeconómico da região.
Alberto Lusala revelou que a sua comuna tem  6.445 habitantes. Segundo ele, existem seis escolas primárias, que acolhem 1.934 alunos.

Tempo

Multimédia