Províncias

Mais água tratada na aldeia de Sumpi

Víctor Mayala | Mbanza Congo

A aldeia do Sumpi, a 35 quilómetros da cidade Mbanza Congo, com uma população estimada em 4.529 habitantes, passou a dispor de um sistema de tratamento de água, inaugurado pelo ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.

Momento em que o ministro dos Antigos Combatentes Kundi Paihama inaugurava o chafariz
Fotografia: João Mavinga|Mbanza Congo

Kundy Paihama inaugurou o empreendimento social à margem das celebrações do Dia dos Antigos Combatentes, cujo acto central teve lugar no município agrícola de Tomboco.
O sistema de tratamento de água tem uma capacidade instalada de 96 metros cúbicos, que são distribuídos para 11 fontanários espalhados em vários pontos da aldeia do Sumpi, onde Kundy Paihama, na companhia do governador Joanes André, foi recebido de forma calorosa pelos habitantes.
O soba da aldeia, Afonso Costa, manifestou-se satisfeito com a inauguração do sistema de tratamento de água na sua comunidade e louvou o esforço desenvolvido pelo Executivo na melhoria das condições sociais básicas das populações.
Afonso Costa informou que a aldeia de Sumpi, uma das mais populosas da comuna fronteiriça do Luvo, tem vindo nos últimos tempos a ganhar várias infra-estruturas de impacto social, nos sectores da Saúde e Educação, facto que, segundo ele, renova a esperança de um futuro airoso dos seus habitantes. />Ao longo do troço Mbanza Congo/Luvo, o governante visitou alguns projectos em curso nos domínios da Saúde e Educação, tendo reconhecido a qualidade das obras. Na sede comunal do Luvo, Kundy Paihama tomou conhecimento do projecto de construção do mercado fronteiriço, com o início das obras aprazado para Fevereiro próximo.
A directora provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo no Zaire, Isabel Fineza Queba, disse que o mercado comporta várias áreas de serviço, como bancadas comerciais, agências bancárias, creche, farmácia, matadouro, curral de animais, plataforma de carga e descarga, posto policial e parques de estacionamento, para viaturas ligeiras e pesadas.
Em Mbanza Congo, o ministro dos Antigos Combatentes Kundy Paihama, que visitou igualmente infra-estruturas sociais como escolas e a estação de captação de água do Lueji, auscultou os antigos combatentes e veteranos da Pátria e prometeu trabalhar para a resolução dos problemas que ainda afligem esta franja da sociedade na região.

Tempo

Multimédia