Províncias

Milhares de pessoas com Sida

Na província do Zaire vivem 2.680 infectadas com o vírus do VIH/Sida, revelam dados divulgados, na sexta-feira, pelas as autoridades sanitárias.

Hospital Geral Esperança tem assistido muitas pessoas infectadas com HIV/Sida
Fotografia: Jornal de Angola

Na província do Zaire vivem 2.680 infectadas com o vírus do VIH/Sida, revelam dados divulgados, na sexta-feira, pelas as autoridades sanitárias.
Um relatório referente ao período entre 2000 e o terceiro trimestre deste ano, mostra que 56.891 pessoas, de ambos os sexos, foram observadas nos vários centros de aconselhamento e testagem voluntária dos seis municípios.
O documento acrescenta que no mesmo espaço de tempo houve 64 óbitos devido à doença e que 216 seropositivos aderiram ao tratamento anti-retroviral. As pessoas entre os 20 e os 39 anos, principalmente mulheres, foram as mais atingidas.
 No mesmo período, 146 mulheres seropositivas deram à luz e 18 bebés seronegativos beneficiaram de acompanhamento médico directo para se apurar a não transmissão do vírus da sida antes e durante o parto.
O relatório refere, também, que, de Janeiro a Setembro deste ano, se registaram 353 novos casos de VIH/Sida, com 16 mortes, e que 15.912 pessoas, de ambos os sexos, foram testadas. O responsável provincial de luta contra a Sida revelou que, em relação ao mesmo período do ano passado, houve mais sete casos.
 Manuel Kai mostrou-se satisfeito pelo fornecimento regular de reagentes e anti-retrovirais por parte do Instituto Nacional de Luta contra a Sida (INLS), que enviou também três clínicas móveis para facilitar os trabalhos de prospecção nas áreas mais recônditas.
A província, disse, passou a dispor de três viaturas de apoio à supervisão e transporte de logística, atribuídas pelo INLS, e de aparelhos CD4 para exames de imunologia, bioquímica e hematológica e diverso material informático.
Quanto ao material de apoio às acções preventivas e de sensibilização, afirmou, a província é abastecida regularmente em preservativos, cartazes, folhetos e manuais de educação sobre VIH/Sida e outras doenças de transmissão sexual.
Manuel Kai realçou as acções de supervisão, formação e actualização de técnicos realizadas pelo INLS e o surgimento de uma associação de seropositivos, que se dedica a campanhas de solidariedade e educação da população sobre a doença.

Tempo

Multimédia