Províncias

Navios de grande porte prejudicam pescadores

A administradora comunal de Mangue Grande, município do Soyo, denunciou que navios de grande porte não identificados estão a arrastar os artefactos dos pescadores artesanais na costa marítima da província do Zaire.

Barcos arrastam tudo inclusivo as larvas
Fotografia: Eduardo Pedro

Palmira Virgílio disse que são frequentes as queixas dos pescadores da região sobre a presença na costa de navios de origem desconhecida que têm causado danos consideráveis ao material dos pescadores.
“Os barcos arrastam tudo, incluindo as larvas, provocando a diminuição das espécies de pescado na localidade”, asseverou. A administradora pede o reforço das medidas de fiscalização na orla marítima para desencorajar estas acções por parte de navio piratas.
“Para conseguir o material, muitas vezes os pescadores são obrigados a deslocar-se a Luanda ou à República Democrática do Congo (RDC). É doloroso ver o seu material adquirido com muito sacrifício ser destruído por navios duvidosos”, desabafou. A administradora convidou os empresários a investirem no sector pesqueiro da região, visando contribuir para a diversificação da economia nacional.
A costa marítima da comuna de Mangue Grande dista 80 quilómetros a sul do município do Soyo e possui diversas espécies marítimas.

Tempo

Multimédia