Províncias

Novo centro melhora assistência médica

Fernando Neto | Musserra

A comuna da Musserra, a 50 quilómetros da sede municipal do Nzeto, província do Zaire, passou a dispor de um centro médico com capacidade para 50 camas e apetrechado com equipamentos de última geração.

Regedor da comuna da Musserra Quiangala Samba agradeceu ao Governo Provincial do Zaire pela construção da infra-estrutura sanitária que vai minimizar o sofrimento da população
Fotografia: Jornal de Angola

A região está situada à beira-mar e passou a dispor também de um posto de controlo marítimo pertencente à Capitania do Porto do Soyo.
O centro médico foi inaugurado pelo governador provincial, Joanes André, e obedece ao Programa de Combate à Pobreza. Contempla diversos compartimentos e oferece serviços de triagem de doenças, urgências médicas, laboratório, farmácia, bloco operatório, lavandaria, incluindo uma vasta área administrativa.
A unidade sanitária possui também serviços de vacinação (PAV), refeitório, banco de sangue e sala para os serviços de maternidade. A assistência médica é assegurada por dois enfermeiros, um técnico básico e outro de nível médio. 
O director municipal da Saúde no município do Nzeto, Pedro Salvador, referiu que alguns serviços do centro médico inaugurado não dispõem ainda de técnicos especializados, pelo que devem ser contratados 30 especialistas de saúde para cobrir as vagas existentes.
“É um centro de grande dimensão que exige mais força de trabalho, no sentido de prestar uma assistência mais humanizada à população”, sustentou.
O regedor da comuna da Musserra, Quiangala Samba, agradeceu ao Governo Provincial do Zaire pela construção da infra-estrutura. “O centro constitui uma mais-valia para a nossa comuna. Pedimos também ao governo da província que nos ajudem na resolução do problema da água”, disse a autoridade tradicional.
O governador do Zaire, Joanes André, realçou a importância do surgimento do centro médico na comuna da Musserra.
“Esta é a prenda do nosso Presidente da República,José Eduardo dos Santos, à população da Musserra”, referiu, para acrescentar que decorrem estudos de prospecção para a localização de uma fonte de água a fim de se resolver o problema da sua carência que ainda se assiste na localidade.

Tempo

Multimédia