Províncias

Papel da comunicação social é destacado pelo governador

Jaquelino Figueiredo | Soyo

O governador da província do Zaire, Joanes André, reconheceu quinta-feira o papel importante que a comunicação social tem desempenhado no processo de crescimento e desenvolvimento da província, através da divulgação de acontecimentos e potencialidades da região e, em particular, a nível do município do Soyo.

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

Joanes André, que falava no termo da inauguração do gabinete local de correspondência da Televisão Pública de Angola (TPA), disse ser fundamental o apoio que a imprensa presta no processo de crescimento da província do Zaire, quando divulga os factos noticiosos locais que levam ao conhecimento do mundo.
“A imprensa está a fazer crescer também o Zaire. Destacamos a TPA como os outros órgãos”, daí agradecer o apoio na divulgação do que acontece na província.
Joanes André salienta que o gabinete de correspondência da TPA, no Soyo, constitui uma satisfação enorme, na medida em que a presença permanente deste órgão de comunicação social no município já se justificava há anos, tendo em conta a importância económica do Soyo e do Zaire.
Para justificar a sua informação, o governador recordou que, no Soyo, produz-se petróleo e a energia eléctrica que será gerada pelo ciclo combinado local pode gerar mais investimentos.
O gabinete de correspondência da TPA/Soyo é mais um serviço de comunicação social que se junta à Rádio Zaire e à Rádio Regional do Soyo, ambas do grupo RNA, ao Jornal de Angola e à Angop, órgãos que já existiam na região. O Presidente do Conselho de Administração (PCA) da TPA, Hélder Bárber dos Santos, disse que a pujança económica do município do Soyo e os investimentos noutros sectores justificam a presença de um gabinete de correspondência no Soyo, com vista a recolher, tratar e emitir ou enviar para emissão nacional, os acontecimentos locais mais importantes.
“É de todos conhecida a pujança do sector produtivo neste município, com o petróleo à cabeça. No âmbito da diversificação da nossa economia, temos conhecimento que, muito em breve outros investimentos no sector mineiro terão arranque, juntando-se assim aos já feitos nas áreas da agricultura, pecuária, entre outros”, realçou.
Por isso, disse que o gabinete de correspondência da TPA no Soyo está para cobrir estes acontecimentos evitando, assim, que sejam deslocados meios humanos e materiais da capital Mbanza Kongo para o Soyo, o que minimiza os custos operacionais e aumenta a cobertura de factos noticiosos.
As instalações do gabinete de correspondência da TPA, no Soyo, localizadas no bairro Kinganga Mavakala, cerca de 15 quilómetros da cidade, contam com um estúdio, redacção e área de edição, salas de reuniões e de maquilhagem, copa e duas casas de banho.
Numa primeira fase, o gabinete de correspondência da TPA no Soyo vai trabalhar com dois técnicos, sendo um repórter e um operador de câmara. Um carro satélite vai apoiar a actividade de ambos.

Tempo

Multimédia