Províncias

Prémio de jornalismo foi para Neto e Mayala

Os jornalistas do Jornal de Angola, Victor Mayala e Fernando Neto, foram anunciados como os grandes vencedores do prémio provincial de jornalismo no Zaire, na categoria imprensa, numa gala realizada em M'banza Congo.

Momento em que os jornalistas desta casa Victor Mayala e Fernando Neto recebiam o prémio das mãos do vice-governador Alberto Sabino
Fotografia: Adolfo Dumbo|Zaire

Os vencedores retrataram, num só trabalho, o balanço dos 12 meses do governador José Joanes. Os profissionais vão repartir um milhão de kwanzas além de receberem diplomas de reconhecimento.
Na mesma categoria, o jornalista da Angop, Pedro Moniz Vidal, que apresentou um artigo sobre as potencialidades turísticas do município do N\'Zeto, ficou com a menção honrosa e ganhou 200 mil kwanzas.
O prémio na categoria de rádio, no valor a um milhão de kwanzas, foi atribuído ao jornalista Álvaro Estêvão, da emissora regional do Soyo, da RNA.
Quanto à televisão, venceu o repórter Constantino Jamba, com uma reportagem sobre os estudos arqueológicos em curso na cidade de M\'banza kongo, no âmbito do projecto de inscrição deste local histórico na lista da UNESCO de Património Mundial.
 Recebeu um milhão de kwanzas e o diploma de mérito.
No fotojornalismo, o galardão, também no valor de um milhão de kwanzas, foi entregue ao repórter de imagem da TPA, Manuel Soma, enquanto a menção honrosa (200 mil kwanzas) foi repartido entre o repórter fotográfico da Empresa Edições Novembro, Garcia Mayatoko e o operador de câmara da TPA, Pedro Fernandes.A equipa do programa em Kikongo “Mavimpi” (saudações), da rádio Zaire, venceu na categoria de prémio revelação, tendo igualmente recebido um milhão de kwanzas e um diploma de reconhecimento.Nesta edição, o júri foi presidido pelo padre Vela Ngaba, que resolveu atribuir um prémio de inovação à jornalista São Arriaga, directora da emissora regional do Soyo da RNA.
 O prémio serviu também para homenagear aquela profissional da Comunicação Social que foi nomeada “Diva de Angola” da edição 2013.
A gala, que decorreu sob o lema “Apostamos num jornalismo assente em referências de informar com responsabilidade”, foi animada pelo músico angolano radicado nos EUA, Ricardo Nlenvu.
Contou com a presença do governador José Joanes André, membros do Governo Provincial, magistrados, entidades religiosas, deputados da Assembleia Nacional e outras individualidades.

Tempo

Multimédia