Províncias

Produtores estão a receber apoio financeiro

Jaquelino Figueiredo |Soyo

O Crédito Agrícola de Investimento, aprovado pelo Executivo, foi abordado, no fim-de-semana, na cidade do Soyo, província do Zaire, durante um seminário destinado à classe empresarial e às Associações e Cooperativas de Camponeses da região.

O Crédito Agrícola de Investimento, aprovado pelo Executivo, foi abordado, no fim-de-semana, na cidade do Soyo, província do Zaire, durante um seminário destinado à classe empresarial e às Associações e Cooperativas de Camponeses da região.
No seminário, promovido pelo Banco de Comércio e Indústria (BCI), os participantes foram informados sobre os critérios de adesão e o montante máximo do crédito, fixado em 500 mil dólares.
O crédito agrícola de investimento, à semelhança do de campanha, vai ser entregue de forma indirecta aos beneficiários, mediante apresentação de uma factura pró-forma de equipamentos agrícolas necessários, a ser pago pelo BCI ao fornecedor, ao invés de montantes em dinheiro.
Segundo o gerente da Agência do BCI no Soyo, Paulo Júnior, que orientou o seminário, o Crédito Agrícola de Investimento é composto de duas modalidades, nomeadamente para “Projectos Padronizados ou Projectos Tipo” e “Projectos não Padronizados”, e destina-se para pequenos e médios produtores agrícolas organizados ou não em cooperativas ou associações e outros como os detentores de terras a partir de cinco hectares.
Paulo Júnior referiu que a natureza ou crédito “Projectos Padronizados ou Projectos Tipo” foi elaborado de acordo com os modelos definidos pelo Banco de Desenvolvimento de Angola, (BDA), sendo orientado para determinada produção de bens agrícolas, para suprir as necessidades alimentares das populações.

Tempo

Multimédia