Províncias

Protecção da criança no Zaire nas prioridades do Governo

Fernando Neto | Mbanza Congo

O secretário executivo do Conselho Nacional da Criança (CNA), Ângelo Camberra, disse na semana finda na cidade de Mbanza Congo, que nos últimos anos a província do Zaire registou grandes avanços em relação aos 11 compromissos para a protecção da criança.

Comissão multissectorial avaliou o grau de execução dos projectos ligados às crianças
Fotografia: Garcia Mayatoko|Mbanza Congo

Ângelo Camberra esteve em M­banza Congo com o objectivo de monitorizar e avaliar o grau de cumprimento dos mesmos e chefiou uma delegação constituída por membros superiores do CNA, que analisaram as premissas de protecção, sobretudo das crianças que se encontram em situação de desamparo.
“As crianças, na nossa óptica, são a prioridade quando o Governo traça as políticas sociais”, referiu Ângelo Camberra.
À chegada a Mbanza Congo, a delegação do CNA foi convidada pelo governador do Zaire, Joanes André, a participar na cerimónia da assinatura do acordo de apadrinhamento do Centro de Acolhimento de Crianças acusadas de feitiçaria Frei Jorge Zullianelo, pela empresa China Road and Bridge, destinado à construção de um lar feminino, um campo multiusos, uma cozinha e à reabilitação das instalações.
Na sexta-feira, Mbanza Congo acolheu o Conselho provincial da Criança, acto descrito como ponto alto dos trabalhos da delegação do CNC, no quadro das estratégias de divulgação da Lei 25/12, sobre protecção e desenvolvimento da criança. O evento contou com a presença de membros do Governo Provincial do Zaire, autoridades tradicionais, eclesiásticas e efectivos da Polícia Nacional. Os participantes louvaram o trabalho realizado pelas autoridades provinciais.
“A situação extrema de desamparo a que esteve votado grande número de crianças obrigou muitos petizes a viverem nas ruas, abandonados à sua sorte”, explicou o secretário executivo do Conselho Nacional da Criança.

Tempo

Multimédia