Províncias

Região da Serra da Canda está a ficar desabitada

Três mil habitantes da comuna montanhosa da Serra da Canda, município do Cuimba, província do Zaire, abandonaram nos últimos cinco anos aquela localidade, devido ao mau estado da via que liga o local a outras regiões, e buscam abrigo em outras áreas.

Fotografia: Dr

A informação foi avançada à Angop pelo administrador municipal do Cuimba, Simão Kuanzambi, a população daquela região montanhosa está a procura de novas áreas para viver.
Segundo o responsável, devido ao êxodo populacional as aldeias de Conquela, Luleca, Luzizila, Diuquisa e Banga I, na comuna da Serra da Canda, estão a ficar desabitadas. “A maior parte desta população está a procura de melhores condições para viver na sede municipal do Cuima”, ressaltou.
Admitiu que devido ao difícil acesso à comuna da Serra da Canda, as autoridades administrativas do município do Cuimba encontram dificuldades para levar os serviços sociais básicos dos sectores da Saúde, Educação, Energia e Águas, entre outras áreas essenciais à população local.
Simão Kuanzambi sublinhou que os agentes comerciais privados também não conseguem subir a estrada que dá acesso à Serra de Canda, para vender os produtos à população da região.
O governador provincial do Zaire, Pedro Júlia, afirmou recentemente que uma das prioridades do seu pelouro é terraplenar e posteriormente asfaltar a Estrada Nacional N120, que liga também à comuna da Serra da Canda.

Tempo

Multimédia