Províncias

Serra da Kanda sem ligações rodoviárias

A população da comuna da Serra da Kanda, 46 quilómetros a sul da sede municipal do Cuimba, está isolada do resto da província do Zaire, desde Dezembro de 2017, devido ao mau estado da estrada de terra batida que liga as duas localidades, informou, ontem, o administrador comunal.

Fotografia: Adolfo Dumbo | Edições Novembro | Zaire

Afonso Mbiavanga, que apresentava as dificuldades por que passam os habitantes da localidade em termos de circulação ao ministro da Construção e das Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, que esteve no Zaire para verificar o estado das estradas, disse que o mau estado em que se encontra o troço Cuimba-Serra da Kanda tem dificultado o escoamento de produtos para as superfícies comerciais, situação que está a obrigar os habitantes abandonarem a comuna e fixarem-se noutras localidades do município.
Afonso Mbiavanga acrescentou que, diariamente, a população da Serra da Kanda percorre 46 quilómetros a pé até à sede municipal do Cuimba para comercializar e adquirir produtos de primeira necessidade.
Em resposta, o ministro, acompanhado do governador provincial, José Joanes André, disse que a sua deslocação ao Zaire tem como objectivo constatar, no terreno, o estado actual das estradas da região. Manuel Tavares de Almeida informou que, numa primeira fase, o seu pelouro vai dar prioridade à reabilitação dos 64 quilómetros que ligam a cidade de Mbanza Kongo ao município do Cuimba, para facilitar a circulação de pessoas e mercadorias.
“Ouvimos atentamente as preocupações apresentadas, subimos parte da Serra e sentimos o grau de dificuldades que as populações desta comuna atravessam para se deslocarem até à sede municipal do Cuimba. Vamos, nos próximos tempos, incluir no nosso programa a reabilitação dessa estrada de acesso à Serra da Kanda”, prometeu.
Com uma superfície de 595 quilómetros quadrados, a comuna da Serra da Kanda tem 11.336 habitantes, distribuídos por 186 aldeias e nove regedorias.

Tempo

Multimédia