Províncias

Sida faz dezenas de vítimas

Vítor Mayala| Mbanza Congo

Um total de 23 pessoas morreu no primeiro semestre deste ano, no Zaire, vítima de complicações relacionadas com a sida, de acordo com dados dum relatório divulgado na terça-feira pelo Programa provincial de Combate à doença.

Na província são promovidas periodicamente as conhecidas campanhas Laço Vermelho
Fotografia: Jornal de Angola

O programa refere que foram diagnosticados, no período em a­nálise, 278 casos de VIH/Sida, num total de 23.395 pessoas testadas, entre homens, mulheres e crianças.
O relatório salienta que, comparativamente ao ano passado, houve um aumento de 46 casos positivos, no conjunto de 14.766 testes em pessoas de ambos os sexos.
Quanto aos 278 casos positivos diagnosticados, o município do Soyo lidera a lista, com 120, seguido de Mbanza Congo (109), Nzeto (16), Cuimba (15), Tomboco (dez) e Nóqui (oito). O documento, assinado pelo responsável provincial do VIH/Sida do Zaire, Manuel Kai, acrescenta que a faixa etária mais atingida varia entre os 20 e os 39, sendo as mulheres as mais vulneráveis.
Neste momento, estão a ser a­companhadas com o tratamento anti-retroviral 183 pessoas portadoras do vírus da sida a nível da província do Zaire.
Para conter os índices de proliferação da doença, os activistas do programa de luta contra a endemia  têm distribuído materiais, tanto educativos como preventivos, com destaque para cartazes, folhetos e preservativos, a nível de hotéis, pensões e hospedarias, mercados, unidades policiais e militares.
O relatório assinala, ainda, que são igualmente promovidas periodicamente as conhecidas campanhas “Laço vermelho”, que visam sensibilizar os cidadãos sobre o perigo que a doença representa para a vida humana.

Tempo

Multimédia