Províncias

Soyo regista aumento de violência doméstica

A Secção Municipal da Família e Promoção da Mulher no Soyo registou 90 casos de violência doméstica de Janeiro a Junho deste ano, o que significa um aumento de dez ocorrências em relação a igual período de 2013.

A chefe da Secção Municipal da Família e Promoção da Mulher no Soyo, Isabel Margarida Artur, disse terça-feira que parte dos casos de violência doméstica notificados foi resolvida pela instituição, enquanto outros foram encaminhados para os órgãos da Justiça.
O uso excessivo de bebidas alcoólicas, a fuga à paternidade e os casos passionais, acrescentou, são as principais causas da violência doméstica na circunscrição. Isabel Artur aconselhou as famílias a optarem pelo diálogo permanente para a resolução dos litígios nos lares.
As igrejas e outras organizações da sociedade civil desempenham um papel fundamental na sensibilização da população sobre este mal, o que justifica a insistência na realização de palestras e debates radiofónicos.
Outras acções devem ser realizadas, como a distribuição de cartazes, para melhor elucidação da população sobre o impacto negativo que a violência doméstica provoca no seio das famílias, disse a responsável da Família e Promoção da Mulher.

Tempo

Multimédia