Províncias

Terras para a agricultura foram cedidas às mulheres

Víctor Mayala | Mbanza Congo

A Organização Não-Governamental angolana S.O.S-CEDIA lançou ontem, nos municípios de Mbanza Congo e Cuimba, um projecto que consiste em distribuir 60 hectares de terra por 80 mulheres para a plantação de jinguba e mandioca.

Camponesas têm sustento garantido
Fotografia: Jornal de Angola

A Organização Não-Governamental angolana S.O.S-CEDIA lançou ontem, nos municípios de Mbanza Congo e Cuimba, um projecto que consiste em distribuir 60 hectares de terra por 80 mulheres para a plantação de jinguba e mandioca.
O projecto denominado “Mulher Feliz”, disse o director executivo da ONG, tem o objectivo de ajudar as destinatárias, enquanto pessoas vulneráveis, a desempenharem o papel fundamental que têm na família.
Fernando Kazadi afirmou que com a execução do projecto, a ONG se junta aos esforços do Executivo no combate à pobreza.
O director executivo referiu que o projecto vai facilitar as mães a poderem garantir o sustento dos seus filhos, “já que elas não conseguiam fazer por falta de condições. O vice-governador da província do Zaire para o sector político e social, Rogério Zabila, que assistiu ao lançamento do projecto, elogiou a iniciativa da ONG “por permitir a melhoria das condições de vida” das famílias  benificiadas.

Tempo

Multimédia